Ocorreu um erro neste gadget
"CLIQUE NA TELA" > 2 vezes para tela cheia <> Neste Canal você assiste programação ao "VIVO da NASA"

Reading matters posted by > Rubens Lessa Explains


Instale a barra de ferramenta do Google e traduza páginas da web instantaneamente com a detecção de idioma automática.

Homem na Lua: 40 anos


Em 20 de julho de 1969, os astronautas americanos Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin se tornaram os primeiros seres humanos a caminhar na Lua. Depois deles, mais 10 astronautas, todos dos EUA, exploraram a superfície lunar


Leia aqui o artigo completo




Como funciona
a Nasa

Como funciona o
ônibus espacial


Como funciona a Lua

Durante milhares de anos as pessoas olharam para a Lua, imaginando o que haveria por lá. Em 1969, um astronauta pisou nela. O que há de especial na Lua? Do que ela é feita, e por que ela se mostra de maneira diferente conforme mudam suas fases?



Como funcionarão
os robonautas

Como funcionava
a Apollo



STS-132 Shuttle Mission Imagery

Irã pede mais tempo para estudar proposta nuclear da ONU

Por Mark Heinrich

TEERÃ (Reuters) - O Irã disse na sexta-feira à agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) que está analisando a proposta de reduzir seu estoque de combustível nuclear, mas que precisa de um prazo até a próxima semana para dar uma resposta.

Os iranianos haviam enviado uma mensagem negativa mais cedo, dizendo que Teerã preferia comprar o urânio enriquecido no exterior a vender o próprio produto sob um acordo aprovado pelas outras partes -- Estados Unidos, Rússia e França -- antes do prazo final de sexta-feira, estabelecido pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

As declarações sugerem que em vez de aceitar a proposta da AIEA, o Irã está repetindo a estratégia de ganhar tempo para enfraquecer a pressão ocidental por sanções mais duras, enquanto continua com sua pesquisa nuclear.

A AIEA disse que foi informada que o governo iraniano estava considerando a proposta "à luz favorável", mas precisava de tempo, até pelo menos a próxima semana, para assumir uma posição sobre a questão.

O diretor da agência da ONU, Mohamed ElBaradei, espera que a resposta do Irã "seja igualmente positiva, pois a aprovação desse acordo sinalizará uma nova era de cooperação" depois de sete anos de confronto crescente.

Mas a posição tomada por autoridades iranianas anteriormente não ajuda a diminuir a preocupação com o risco nuclear que o Irã poderia oferecer.

A AIEA não disse por que o Irã exigiu mais tempo para decidir.

A proposta da AIEA exige que a República Islâmica envie 1,2 tonelada de seu estoque conhecido de 1,5 tonelada de urânio de baixo enriquecimento (LEU) à Rússia e à França até o final do ano. O combustível seria então processado nos dois países e devolvido ao Irã para alimentar um reator de Teerã que produz isótopos radioativos para finalidades médicas.

O acordo seria um teste para a intenção declarada pelo Irã de usar o urânio enriquecido apenas para fins pacíficos de obtenção de energia.

(Com reportagem de Parisa Hafezi em Teerã e Sylvia Westall em Viena)