Ocorreu um erro neste gadget
"CLIQUE NA TELA" > 2 vezes para tela cheia <> Neste Canal você assiste programação ao "VIVO da NASA"

Reading matters posted by > Rubens Lessa Explains


Instale a barra de ferramenta do Google e traduza páginas da web instantaneamente com a detecção de idioma automática.

Homem na Lua: 40 anos


Em 20 de julho de 1969, os astronautas americanos Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin se tornaram os primeiros seres humanos a caminhar na Lua. Depois deles, mais 10 astronautas, todos dos EUA, exploraram a superfície lunar


Leia aqui o artigo completo




Como funciona
a Nasa

Como funciona o
ônibus espacial


Como funciona a Lua

Durante milhares de anos as pessoas olharam para a Lua, imaginando o que haveria por lá. Em 1969, um astronauta pisou nela. O que há de especial na Lua? Do que ela é feita, e por que ela se mostra de maneira diferente conforme mudam suas fases?



Como funcionarão
os robonautas

Como funcionava
a Apollo



STS-132 Shuttle Mission Imagery

Atlantis captura Telescópio Espacial Hubble

O ônibus espacial Atlantis acaba de capturar o Telescópio Espacial Hubble utilizando o seu braço robótico. A conexão entre os dois ocorreu às 14h14, no horário de Brasília. Agora os dois estão baixando para uma órbita mais segura, onde as comunicações com o centro de controle são mais estáveis.

A manobra foi feita utilizando uma câmera localizada na extremidade do braço robótico do ônibus espacial. O Hubble possui um sistema de acoplamento que permitiu que ele fosse agarrado com facilidade e precisão.

Na carroceria do ônibus espacial

Cerca de três horas antes da captura, os cientistas responsáveis pelo Hubble desligaram todos os seus sistemas. Assim que atingir a órbita de serviço, os astronautas ligarão uma conexão de energia ao Hubble a partir do ônibus espacial. Todo o suprimento de energia do próprio Hubble deve está desligado para que não haja danos aos equipamentos durante a manutenção.

O Hubble agora será colocado na "carroceria" do Atlantis, sobre um suporte de serviço chamado Sistema de Suporte de Voo (FSS: Flight Support System), onde deverá ficar durante toda a missão. O FSS é um suporte rotativo, que permitirá que os astronautas girem o Hubble para terem acesso às suas diversas partes.

O ônibus espacial então manobrará para uma posição que permita que os painéis solares do Hubble captem o máximo de energia do Sol para recarregar completamente suas baterias.

A primeira caminhada espacial para o início da manutenção do Hubble está prevista para amanhã.

Resgate espacial

Os técnicos da NASA continuam analisando as imagens capturadas nesta terça-feira pela câmera do braço robótico do Atlantis, durante a inspeção de rotina da proteção térmica do ônibus espacial. Durante o lançamento, há a possibilidade de desprendimento de pequenas peças que podem danificar o escudo que protege o ônibus espacial das altíssimas temperaturas alcançadas durante a reentrada na atmosfera.

Durante a inspeção foi detectada uma área de danos na parte frontal do Atlantis, no ponto onde as asas se conectam à fuselagem. As primeiras análises dão conta de que os danos foram mínimos e não representam qualquer risco para o retorno dos astronautas ao final da missão. Contudo, uma segunda inspeção foi agendada para a próxima terça-feira.

No caso de qualquer problema mais sério, como é rotina desde o acidente com o Colúmbia, o ônibus espacial Endeavour está de prontidão no Cabo Canaveral, na Flórida, pronto para um lançamento de resgate (sobre o ônibus espacial de reserva, veja Ônibus espacial voará de cabeça para baixo no conserto do Hubble).

Fonte: Inovação Tecnológica