Ocorreu um erro neste gadget
"CLIQUE NA TELA" > 2 vezes para tela cheia <> Neste Canal você assiste programação ao "VIVO da NASA"

Reading matters posted by > Rubens Lessa Explains


Instale a barra de ferramenta do Google e traduza páginas da web instantaneamente com a detecção de idioma automática.

Homem na Lua: 40 anos


Em 20 de julho de 1969, os astronautas americanos Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin se tornaram os primeiros seres humanos a caminhar na Lua. Depois deles, mais 10 astronautas, todos dos EUA, exploraram a superfície lunar


Leia aqui o artigo completo




Como funciona
a Nasa

Como funciona o
ônibus espacial


Como funciona a Lua

Durante milhares de anos as pessoas olharam para a Lua, imaginando o que haveria por lá. Em 1969, um astronauta pisou nela. O que há de especial na Lua? Do que ela é feita, e por que ela se mostra de maneira diferente conforme mudam suas fases?



Como funcionarão
os robonautas

Como funcionava
a Apollo



STS-132 Shuttle Mission Imagery

Atlantis se desprende do Hubble > Clik aqui Assista Videos

Os astronautas do ônibus espacial Atlantis desligaram-se do telescópio espacial Hubble hoje, permitindo que o observatório continue sua jornada. O Hubble, que passou por cinco dias de reparos e atualizações, não será mais visto de perto por seres humanos, já que esta foi a última missão da Agência Espacial Norte-americana (Nasa, na sigla em inglês) para ajustes no telescópio.

O ônibus espacial e o Hubble tinham cruzado o oceano Atlântico e viajavam a 560 quilômetros de altitude sobre a costa noroeste da África, quando o astronauta Megan McArthur usou um braço robótico para liberar as braçadeiras que seguravam o telescópio. "O Hubble foi liberado", disse o comandante Scott Altman. Com o telescópio voando sozinho novamente, os sete astronautas esperam pela volta à Terra, prevista para sexta-feira.

Durante cinco dias de caminhadas espaciais, a tripulação do Atlantis, formada por quatro astronautas, instalaram novos equipamentos e consertaram instrumentos, algo nunca feito antes em órbita. Segundo a Nasa, com os reparos, o telescópio de 19 anos terá mais cinco a dez anos de vida. O Hubble deve voltar a funcionar no início do segundo semestre, após uma série de testes.

Fonte:REUTERS