Ocorreu um erro neste gadget
"CLIQUE NA TELA" > 2 vezes para tela cheia <> Neste Canal você assiste programação ao "VIVO da NASA"

Reading matters posted by > Rubens Lessa Explains


Instale a barra de ferramenta do Google e traduza páginas da web instantaneamente com a detecção de idioma automática.

Homem na Lua: 40 anos


Em 20 de julho de 1969, os astronautas americanos Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin se tornaram os primeiros seres humanos a caminhar na Lua. Depois deles, mais 10 astronautas, todos dos EUA, exploraram a superfície lunar


Leia aqui o artigo completo




Como funciona
a Nasa

Como funciona o
ônibus espacial


Como funciona a Lua

Durante milhares de anos as pessoas olharam para a Lua, imaginando o que haveria por lá. Em 1969, um astronauta pisou nela. O que há de especial na Lua? Do que ela é feita, e por que ela se mostra de maneira diferente conforme mudam suas fases?



Como funcionarão
os robonautas

Como funcionava
a Apollo



STS-132 Shuttle Mission Imagery

Descoberto Novo fóssil da evolução Humana, Lêmures ? >Clik aqui e assista ao video<

Conheça"Ida,"(Darwinius masillae) o "elo perdido".

Texto traduzido por: Rubens Lessa.
National Geographic.19 de maio 2009

O fóssil encontrado na Alemanha está criando uma grande polêmica entre aqueles que estudam a origem dos seres humanos.

Em um novo livro, documentário, e de promoção da Web site, o paleontólogo Jorn Hurum, que liderou a equipe que analisou os fósseis visto acima com 47 milhões de anos, sugere que "Ida" é um provavel "elo perdido" das espécies primatas em evolução.

Os fósseis, diz ele, é a ponte evolutiva de maior separação entre, primatas com o macaco, e os macacos com seres humanos e seus parentes mais distantes, como lêmurs.

"Este é o primeiro link (elo) para todos os seres humanos", do Museu de História Natural, em Oslo, na Noruega, disse em uma declaração, Ida representa "o mais próximo que podemos chegar a um antepassado direto".

Ida, apropriadamente conhecida como "Darwinius masillae", tem uma única anatomia. O esqueleto características primatas, incluindo as garrar ( mãos), polegares , e relativamente membros curto.

"Este modelo parecido com um macaco, parece que pertence ao grupo que inclui a nós," disse Brian Richmond, uma antropóloga biológica na Universidade George Washington, em Washington, DC, que não foi envolvida no estudo.

Mas há uma grande lacuna no registro fóssil a partir deste período, observou Richmond. Pesquisadores estão inseguro quando e onde o grupo que inclui macacos primatas, macacos, e os seres humanos, pode estar incluso no grupo de primatas que inclui lêmurs.

"Ida é um dos mais importantes pontos de ramificação da árvore evolutiva", disse Richmond.

Pelo menos um aspecto da Ida é indiscutivelmente único: a sua incrível preservação, inédito em espécimes da "Era Eoceno"(entre 33 e 55 milhões de anos> ver na Wikipédia), quando primatas sofreram um período de rápida evolução.

"A partir deste período de tempo, existem muito poucos fósseis, e eles tendem a ser um ponto isolado aqui, ou talvez um outro lá", explicou Richmond. "Portanto, não se pode dizer o que representa em termos de história ou de biologia evolutiva."

No caso da Ida, os cientistas conseguiram analisar evidências fósseis de pele e dos tecidos moles e até mesmo os restos colhidos por meio de sua última refeição: frutos, sementes e folhas.

Além do mais, o recém descrito fóssil foi descoberto na Alemanha. Muito intrigante, porque poderia sugerir, ao contrário do comum pressupostos, que o continente foi uma importante área para a evolução primata.