Watch Nasa TV Live > 24 Horas Ao VIVO

"CLIQUE NA TELA" > 2 vezes para tela cheia <> Neste Canal você assiste programação ao "VIVO da NASA"

Reading matters posted by > Rubens Lessa Explains


Instale a barra de ferramenta do Google e traduza páginas da web instantaneamente com a detecção de idioma automática.

Homem na Lua: 40 anos


Em 20 de julho de 1969, os astronautas americanos Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin se tornaram os primeiros seres humanos a caminhar na Lua. Depois deles, mais 10 astronautas, todos dos EUA, exploraram a superfície lunar


Leia aqui o artigo completo




Como funciona
a Nasa

Como funciona o
ônibus espacial


Como funciona a Lua

Durante milhares de anos as pessoas olharam para a Lua, imaginando o que haveria por lá. Em 1969, um astronauta pisou nela. O que há de especial na Lua? Do que ela é feita, e por que ela se mostra de maneira diferente conforme mudam suas fases?



Como funcionarão
os robonautas

Como funcionava
a Apollo



STS-132 Shuttle Mission Imagery

Esquizofrenia

Mussunzinho, Neusa Borges, Sidney Santiago
Na trama, a família de Ademir é muito pobre e irá buscar ajuda na clínica do Dr. Castanho (Stênio Garcia), um psiquiatra com métodos nada convencionais, mas que trata sempre com muito carinho seus pacientes.

Saúde Mental:
Esquizofrenia, vivendo dentro e fora da realidade.

A perda de contato com a realidade é um dos principais sintomas para o diagnóstico, traçado a partir do histórico do paciente. Não há causas exatas e nem ao menos um exame laboratorial específico.

O que se sabe é que a esquizofrenia é uma doença relativamente comum e que seus portadores podem experimentar mudanças na sua forma de pensar e sentir. Com isso, suas relações afetivas e sua capacidade de viver em sociedade podem ser prejudicadas.

Para muitos pesquisadores a esquizofrenia é resultado de uma combinação de fatores genéticos e ambientais, acredita-se que a hereditariedade é um fator importante, mas que o ambiente deve ser de igual forma observado.

Exemplificando:
Gêmeos univitelinos, caso um deles apresente a doença, a probabilidade de o outro também apresentar é de 60 a 70%. “Como eles têm exatamente a mesma carga genética, e se a esquizofrenia fosse determinada apenas por fatores genéticos, esta probabilidade deveria ser de 100%, isto demonstra que fatores psicossociais também contribuem para a determinação da esquizofrenia.

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria a esquizofrenia se manifesta mais tarde nas mulheres, entre os 20 e 30 anos, e nos homens o aparecimento ocorre no início da adolescência, por volta dos 15 anos.

Wagner Gattaz, psiquiatra e professor do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo, acredita que a esquizofrenia é uma doença própria da condição humana. Ele baseia-se no fato do transtorno se manifestar universalmente, em todas as etnias, culturas e classes. Em entrevista ao portal do médico Drauzio Varella, ele diz que nem tudo pode ser explicado pela genética, mas usa o mesmo exemplo do Dr. Miguel Jorge, o caso dos gêmeos, para dar maior destaque à hereditariedade. Os dois médicos concordam, entretanto, que os fatores ambientais são muito mais profundos do que, por exemplo, a criação dada à pessoa.

Confusão de pensamentos

Existem vários níveis de manifestação da esquizofrenia. Na fase inicial, os transtornos do pensamento, os delírios e as alucinações são os sintomas mais comuns. Os delírios são gerados a partir de um julgamento errado a respeito da realidade. Mesmo que haja provas contrárias à crença do indivíduo, ele fica tão convicto que não aceita a argumentação lógica. Além disso, o portador tem a sensação de que os seus pensamentos estão sendo influenciados, controlados ou até mesmo transmitidos para fora da cabeça. Há ainda os que acreditam ter poderes especiais ou funções excessivamente importantes para o mundo.

Em outro momento podem ocorrer alucinações, que são percepções falsas, mas que para o doente são extremamente reais. As mais comuns são as auditivas, que fazem o paciente pensar que está ouvindo barulhos, músicas e vozes. Elas podem ser claras ou apenas sussurradas. Muitos pacientes relatam ouvir ordens e comentários a respeito das outras pessoas. Um portador de esquizofrenia pode também ver objetos e até mesmo pessoas, com as quais passa a interagir. Em um momento mais avançado há alucinações olfativas e gustativas, que em geral ocorrem juntas, quando o indivíduo sente cheiros e gostos ruins. Também há alucinações táteis, que são sensações de toque, picadas, insetos rastejando sobre a pele e choques elétricos.

Outro sintoma da esquizofrenia são os distúrbios formais do pensamento. A pessoa tem dificuldade de fazer conexão entre um tópico e outro, na falta de palavras para se expressar ela cria novas, repete sílabas e passa a emitir sons ao invés de dizer o vocábulo completo. Além disso, ela pode sofrer bloqueios de pensamentos e assim deixar a fala desorganizada ou fragmentada. A comunicação verbal pode se tornar impossível para os pacientes. Nesta primeira fase já é possível identificar o tipo de esquizofrenia que o indivíduo apresenta. Entre os mais comuns estão a paranóide, catatônica, simples e depressiva, ainda que não se faça mais nenhuma categorização da doença.

De acordo com o Dr. Miguel Jorge, o delírio paranóide e as alucinações são os mais prejudiciais, pois eles comprometem a vida cotidiana do paciente. O delírio paranóide geralmente acontece na fase aguda da doença e pode desaparecer na fase crônica, dando espaço para outros tipos de manifestação. O professor explica ainda que a esquizofrenia é um quadro essencialmente psicótico e assim pode não existir diferença alguma entre os sintomas característicos da fase aguda da doença e os de outras psicoses. O comprometimento da afetividade - o chamado “embotamento afetivo”, que se dá neste primeiro momento, pode ser um diferencial para outros quadros de natureza psicótica, tornando o diagnóstico mais claro.

Vida social prejudicada

A esquizofrenia pode causar a deterioração do comportamento social. O paciente começa a se isolar no mundo que constrói com seus delírios e alucinações e fica inacessível ao mundo exterior. Ele começa a ter menos iniciativa e pode ainda transgredir regras sociais, como despir-se em público. Podem ser surpreendidos falando sozinhos, gesticulando e tendo expressões faciais impróprias. Há aqueles que passam a ser descuidados com sua higiene pessoal ou a se vestir de forma inapropriada.

A melhor maneira de tratar

Não é possível tratar um portador de esquizofrenia sem medicação, ainda que as doses possam ser paulatinamente diminuídas. No entanto, existem dispositivos que podem ser agregados ao tratamento que possibilitarão a reintegração mais rápida do paciente na sociedade. O Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro (CPRJ) é um dos pioneiros em agrupar dispositivos ao tratamento de transtornos mentais. Os pacientes conseguem ter lá dentro uma vida produtiva e bem normal.

Um exemplo é a oficina de culinária, onde há toda uma dinâmica médica por trás do ato de cozinhar. Existe ainda no hospital oficina de artes, biblioteca, na qual os monitores são os próprios pacientes, além de uma lavanderia. Por meio destas oficinas é possível gerar renda para os pacientes, uma vez que o que eles produzem pode ser vendido na cantina e no bazar do hospital.

O psicólogo Sidney Dantas, que também é musicoterapeuta do CPRJ, conta que esses dispositivos no tratamento, seriam inimagináveis nas décadas passadas, antes da Reforma Psiquiátrica, que teve início em 1970. “A partir desta data o que acontecia nos ‘porões’ dos sanatórios começou a vir à tona. Era uma falta de humanidade da própria classe médica, tratamentos violentos, que quando foram expostos, obrigaram as autoridades reformar o sistema”, conta. Quando ele chegou ao CPRJ ele foi para integrar o quadro de psicólogos, mas logo foi indicado para começar o tratamento com a música. “A aproximação com a arte, com a música é natural. O sujeito vem porque gosta de música, gosta de tocar, de cantar e isso já permite o tratamento. É claro que este dispositivo terapêutico não substitui os outros”.

O tratamento do portador de esquizofrenia em sua maioria era baseado no isolamento. A rotina não permitia que ele tivesse uma vida normal. Com a arte, vista inicialmente como um complemento, isso mudou. Segundo Dantas, o isolamento não permitia a melhora no quadro clínico, existiam atividades, mas eram impostas pelo Hospital. As oficinas de arte não funcionam assim, a iniciativa é do paciente. O psicólogo afirma que este dispositivo atende a uma necessidade real. “Desta maneira o paciente pode se expressar, interagir com o mundo, se sentir útil e aceito. Há algo que ele sabe fazer bem. Então escolhe as atividades com as quais tem mais afinidade e descobre e mostra seus talentos”.

Banda integrada por médicos e pacientes do Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro

A partir destas oficinas nasceu dentro do CPRJ o grupo Harmonia Enlouquece, que conta com a participação de médicos, funcionários e principalmente dos pacientes. O grupo é um espaço aberto, que funciona como terapia desde 2001. Nestes oito anos, 40 pessoas já passaram pelo grupo que visa, antes de tudo, a saúde mental dos participantes.

A estrela do grupo, como apontam os outros integrantes, é Hamilton Assunção, músico e compositor. Ele recebeu o diagnóstico da doença há 25 anos e diz que só conseguiu melhorar de suas crises após integrar o grupo. O compositor se sentia muito privado do convívio social. E descobriu com a música que tudo é uma questão de querer se tratar. “A sociedade não tem respeito pela fragmentação do indivíduo. Sofri muito com as piadas de maluco. Sofri por querer interagir com as pessoas ao meu redor e não saber como. Aqui eu interajo não só com os amigos mas com os especialistas que sabem como tratar o doente. É uma melhora e tanto. Aqui existe um amor, uma identificação de ser humano. Eles dizem que se curam a interagir com a gente. Antes de vir me tratar aqui eu brigava à toa e era descontrolado, hoje sou muito mais tranqüilo.

Hamilton conta que tudo o que escreve tem um “porquê” e “um para quem”. São recados para a sociedade. Ele é procurado por pesquisadores e produtores para compor músicas sobre os problemas sociais, como a luta contra o estigma da esquizofrenia. Uma de suas músicas, a Sufoco da Vida, estará na novela das oito e sua voz será dublada por um dos atores. Ele já está trabalhando no tema da próxima novela do horário nobre, retratará os problemas enfrentados por portadores de HIV.

O diretor do CPRJ Francisco Sayão, conhecido como Kiko, também integra o Harmonia Enlouquece e conta que o quadro de funcionários do Hospital já contou com uma bailarina e uma atriz. Profissionais que não estão diretamente relacionados à medicina mas que são de vital importância para o tratamento. “Quando a Secretaria de Saúde passou ‘um pente fino’ para tirar dos cargos administrativos pessoas que estavam irregulares também houve a necessidade de dispensar estas profissionais, o que foi muito prejudicial. Existe esta dificuldade, pois há a necessidade destes profissionais nos hospitais, mas não há a categoria profissional. O Serviço é muito beneficente. Então eu vejo a necessidade de se resgatar este profissional. Tem de haver uma maneira de suprir este espaço”. Kiko conta que os pacientes chegaram a fazer um abaixo-assinado para um trazê-los de volta, “eles sentem muita falta”.

O Harmonia Enlouquece pode ser encontrado todas as quartas e sextas, no auditório do CPRJ, com exceção dos dias de show. Os ensaios são abertos.

Luta contra o estigma

Referir-se a pessoas com este e outros transtornos mentais como loucos, esquizofrênicos, lesos ou malucos é rotular e estigmatizar um indivíduo que é portador de uma doença, que pode ser controlada. Para os médicos, estes adjetivos trazem sofrimento e desqualificam o paciente. Estas rotulações geralmente acontecem pela desinformação e o preconceito e geram a exclusão social. O Dr. Miguel Jorge é consultor do programa brasileiro do Open the Doors que no Brasil é chamado de S.O.eSq. Ele conta que a rejeição, a incompreensão e a negligência exercem um efeito negativo na pessoa, acarretando ou aumentando o auto-estigma, ou seja, o próprio paciente desenvolve uma imagem negativa de si mesmo. Na maioria dos casos isso é provocado porque as pessoas próximas aos pacientes não entendem a doença.

Alguns ainda têm idéias erradas a respeito das pessoas com esquizofrenia. Muitos pensam que elas têm “dupla personalidade” e que são perigosos por apresentarem um comportamento agressivo na fase aguda da doença. “As pessoas não sabem o que falam.

O “Schizophrenia: Open the Doors” é desenvolvido em 20 países em todo o mundo desde 1996. Quando o programa chegou ao Brasil, em 2001, ele também deu origem à Associação de Familiares, Amigos e Portadores de Esquizofrenia, o ABRE. A associação e o S.O.eSq. desenvolvem atividades para os pacientes, para as pessoas próximas a eles, profissionais de saúde e de imprensa com a finalidade de que este quadro negativo seja revertido.

Jorge conta que ao longo dos últimos anos o programa tem ajudado a diminuir o estigma relacionado a alguns transtornos mentais, como a depressão e o pânico, mas ainda não se notou melhora efetiva em relação à esquizofrenia. Ele acredita, no entanto, que a sociedade está mais aberta a receber informações sobre as doenças mentais e cita como um ponto positivo a TV brasileira abordar o tema, como acontece na atual novela das oito. Ele aconselha ainda a todos os familiares e amigos de portadores de esquizofrenia a se associarem ao ABRE, aprender mais sobre a doença e participar de ações que combatem o estigma.

Esquizofrenia e inteligência

Em 1994 o Prêmio Nobel de Economia foi dado ao matemático e economista John Forbes Nash. Ele viveu dividido entre a sua genialidade e a esquizofrenia, que o levou ao internamento inúmeras vezes. A história de Nash tornou-se mundialmente conhecida por ter sido contada no filme “Uma mente brilhante” e ajudou a difundir mais conhecimento sobre a doença e quebrar alguns paradigmas. Desde então, a inteligência e a esquizofrenia passaram a ser associadas no imaginário coletivo. Em 2007, um estudo feito por pesquisadores americanos mostrou que as duas podem sim estar ligadas por um gene que aumenta a habilidade do cérebro de pensar.

A pesquisa feita pelo Instituto Nacional para Saúde Mental dos Estados Unidos (NIMH, na sigla em inglês) sugere que o desenvolvimento além do normal de capacidades intelectuais pode fazer com que determinadas pessoas corram o risco de desenvolver a doença. O trabalho revela que alguns dos fatores genéticos ligados a capacidades cognitivas podem apresentar problemas tornando alguns indivíduos propícios a desenvolverem transtornos mentais. Uma variação comum do gene DARPP-32, que faz com o processo de transmissão de informação seja mais eficiente, também foi ligada às funções cerebrais constatadas em portadores de esquizofrenia, em uma avaliação com 257 famílias com históricos da doença.

Na ocasião da publicação do estudo o coordenador da pesquisa disse que há a possibilidade de um “efeito colateral” com este ganho. Há outros genes e condições de vida que não favoreçam que o cérebro administre o processamento muito veloz de informações, por isso, o efeito pode se tornar um problema e “congestionar” o cérebro, o que poderia provocar os transtornos mentais.
.
Fonte de Pesquisa:
Google

Programa Espacial Brasileiro

Agência Espacial Brasileira pede que Congresso apoie programa espacial

O presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Ganem, reuniu-se com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), a quem pediu apoio ao Programa Espacial Brasileiro.

A principal preocupação apresentada por Ganem é quanto à descontinuidade do programa. Ele defendeu a necessidade do Congresso Nacional atuar para que o programa espacial assuma "um papel protagonista de programa de Estado".

Humores políticos

Segundo ele, o Programa Espacial Brasileiro "sofre descontinuidade a cada eleição". Para ele, um programa desta espécie não pode "ficar pendurado num desígnio de um partido ou daquele outro que ganhe". O presidente da AEB ressaltou que programa espacial é vital para setores como saúde, educação, integração de pesquisas e para as dimensões continentais do país.

Na conversa com o presidente do Senado, ele também reivindicou mais recursos. "Nós temos um pouquinho mais de dinheiro do que a Holanda para fazer um programa espacial completo com sítio de lançamentos, foguetes lançadores e uma família de satélites", argumentou.

Perdendo a corrida espacial

Ganem acrescentou que o Brasil se atrasa cada vez mais no desenvolvimento do programa. De acordo com ele, o Brasil iniciou os trabalhos na área espacial há 30 anos e, hoje, está atrás de vários países que "sequer eram protagonistas" nessa área, na época.

Hoje, alguns deles estão à frente do Brasil, já tendo ultrapassado o resultado de pesquisas de cientistas brasileiros. "Eles passaram a nossa frente, ganharam a corrida espacial, num negócio que é milhares de vezes mais compensador do que toda a balança comercial brasileira", afirmou o presidente da AEB.

Manter pesquisadores no Brasil

Outro assunto tratado com Sarney, de acordo com Ganem, foi a necessidade de se criar mecanismos para que o Brasil conserve seus pesquisadores em instituições nacionais.

"É preciso permitir que a massa crítica do Brasil trabalhe no país em prol do Programa Espacial Brasileiro e não vá trabalhar em programas análogos como os da Nasa [Agência Espacial Americana] e da Roskosmos [Agência Espacial Russa], que são agências de grandíssimo porte que aproveitam a mão de obra formada no programa do Brasil, a um custo altíssimo, para que trabalhe por míseros salários, triviais, nestes programas espaciais", disse.

Fonte: Agência Brasil

Estação Espacial Internacional

CABO CANAVERAL, EUA - A Estação Espacial Internacional (ISS) acaba de ter uma explosão populacional. Uma cápsula russa Soyuz levando três novos moradores ligou-se ao complexo orbital nesta sexta-feira, 29. Com três outros astronautas já a bordo da Estação para saudá-los, agora a ISS tem uma tripulação completa de seis pela primeira vez em seus dez anos de história.

E mais, cada um dos principais parceiros da ISS está representado a bordo. A tripulação completa inclui dois russos, um americano, um japonês, um canadense e um belga.

É um dia histórico. E também é um dia muito feliz por aqui". disse o recém-chegado canadense, Bob Thirsk. "Temos um incrível potencial para sucesso. Isto vai ser incrível. Vocês não viram nada ainda".

Quando o ônibus espacial Endeavour e sua tripulação de sete chegar à ISS dentro de algumas semanas, um total de 13 pessoas estarão a bordo, mas esse recorde populacional será provisório.

A nave Soyuz havia partido do Casaquistão na quarta-feira, 27, e estacionou na ISS enquanto as duas naves voavam 350 quilômetros sobre a costa da China.

A Nasa espera que a produção científica a bordo da estação triplique. Até agora, com as tripulações de dois ou três astronautas apenas, os astronautas tinham de passar a maior parte do tempo apenas garantindo que todos os sistemas responsáveis por mantê-los vivos funcionassem.

Também haverá um ganho psicológico. Especialistas dizem que três não é um bom número para a tripulação, porque existe o risco de um dos astronautas se sentir isolado dos outros dois.

A primeira tripulação da ISS chegou ao espaço em 2000, dois anos depois de a primeira seção da estação ter sido lançada em órbita. Até hoje, nunca houve mais de três tripulantes permanentes, e depois do desastre do ônibus espacial Columbia, a ocupação da estação caiu para dois, por conta do período em que os ônibus espaciais ficaram no solo, passando por revisão de segurança.

A ISS desde então cresceu para nove cômodos, três deles, laboratórios completos, e agora está 81% completa. Há cinco quartos de dormir, dois banheiros, duas cozinhas e duas pequenas academias de ginástica.

Outro quarto e mais aparelhos de ginástica chegarão em agosto, e uma mesa de jantar grande o bastante para que todos os seis tripulantes possam comer juntos será lançada no início de 2010.

Esses grandes movimentos de carga terminarão, no entanto, quando os ônibus espaciais forem aposentados, no fim de 2010. A Nasa espera montar um grande estoque de peças sobressalentes a bordo da estação antes que isso aconteça.

A Nasa dependerá de naves russas para levar astronautas americanos à ISS até que sua nova geração de naves tripuladas, a Órion, fique pronta. Nesta sexta-feira, a agência espacial russa anunciou a assinatura de um contrato de US$ 306 milhões com a Nasa para levar astronautas à ISS em 2012.

Fonte:
NASA
estadao.com.br

Maçonaria

O que é Maçonaria

A Maçonaria é uma Ordem Universal formada de homens de todas as raças, credos e nacionalidades, acolhidos por suas qualidades morais e intelectuais e reunidos com a finalidade de construírem uma Sociedade Humana, fundada no Amor Fraternal, na esperança com amor à Deus, à Pátria, à Família e ao Próximo, com Tolerância, Virtude e Sabedoria e com a constante investigação da Verdade e sob a tríade LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE, dentro dos princípios da Ordem, da Razão e da Justiça, o mundo alcance a Felicidade Geral e a Paz Universal.

Conheça a Maçonaria:
> Clique no título da matéria e saiba mais.

Crimes virtuais

Operação contra crimes virtuais prende 80 pessoas

Para combater quadrilhas de clonagem de cheques, cartões de crédito e desvio de dinheiro de contas bancárias pela internet, a Polícia Federal realizou ontem a Operação Trilha.

Oitenta pessoas foram presas em quatro Estados. Seis delas são programadores suspeitos de elaborar os softwares e os repassar aos piratas virtuais, responsáveis por distribuir os programas às vítimas. Os programadores, a maioria com idade entre 20 e 30 anos, foram presos no Distrito Federal (DF), Goiás, São Paulo e Pará.

Segundo a Polícia Federal do DF, foram investigadas mais de 500 pessoas e identificados 1,5 mil cidadãos comuns que emprestavam nome, conta corrente e cartão de crédito para os criminosos. As contas eram usadas para lavar o dinheiro. A polícia ainda não sabe o volume de dinheiro roubado, mas apenas um dos investigados desviou R$ 1 milhão.

Fonte:Google
(Zero Hora RS)

Terceiro Mandato

Câmara debate proposta de terceiro mandato

Retirada de apoios de deputados da oposição no final da noite suspendeu avanço do projeto. Por uma assinatura a menos do que o necessário, os defensores da proposta que permite o terceiro mandato para presidente da República, governadores e prefeitos irão esperar mais um pouco para ver a ideia avançar no Congresso.

O projeto chegou a ser protocolado ontem com 194 assinaturas, mas a secretaria-geral da Mesa da Câmara não reconheceu como válidas 11 delas. Em seguida, 13 deputados da oposição (cinco do PSDB e oito do DEM) retiraram o apoio. Restaram 170, que apesar de insuficientes equivalem a um terço da Câmara.

O principal beneficiado pela proposta seria o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que desfruta de altos índices de aprovação mas não tem direito a concorrer à segunda reeleição em 2010.

Pela proposta de emenda à Constituição (PEC), a mudança deve ser submetida a referendo do eleitorado brasileiro no dia 13 de setembro. O autor do projeto, deputado Jackson Barreto (PMDB-SE), disse que age em nome do “povo do Nordeste”.

- A iniciativa é um reconhecimento do povo do Nordeste ao trabalho do presidente Lula e às políticas públicas dele. Em momento de crise, é melhor que sejamos conduzidos por alguém com credibilidade externa e interna - afirmou.

Barreto havia comemorado a adesão dos deputados de oposição.

- Estou fazendo o que muita gente tem vontade mas não tem coragem de fazer - acrescentou o peemedebista.

A mesa diretora da Câmara não divulgou os nomes dos deputados que assinaram, além de Barreto, a proposta.

“Tempo é questão de vontade política”, diz autor de projeto

Para valer a tempo de ampliar os atuais mandatos no Executivo, a PEC precisa ser aprovada pela Câmara e pelo Senado - em dois turnos de votação em cada Casa - até o final de setembro, data considerada limite pela lei, que proíbe alteração nas regras menos de um ano antes da eleição.

- A gente sabe que o tempo é questão de vontade política - disse Barreto, ao ser advertido de que, a depender do tempo de tramitação do projeto no Congresso, poderá não haver tempo para que a PEC seja válida para as eleições do ano que vem.

O PT, que se disse ontem contrário à proposta, divulgou um manifesto de seis páginas no qual sustenta que “o terceiro mandato (de Lula) é Dilma” - uma referência à candidatura presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, petista que desde abril enfrenta tratamento de um câncer no sistema linfático.

- Vou orientar a bancada a votar contra. O presidente está preocupado com o país, e a nossa candidata é Dilma - avisou o líder do PT, deputado Cândido Vaccareza (SP).

O líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT), reforçou:

- Somos contra o terceiro mandato, e essa é a posição do próprio presidente Lula.

O presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), afirmou que a tramitação da PEC seguirá o curso “normal”.

- Não haverá preferência ou impedimento - assegurou Temer, acrescentando que Lula é contra o terceiro mandato e se declarando solidário a esse posicionamento do presidente.


Fonte: Google
(Zero Hora RS)

O Edifício mais alto do mundo

Edifício mais alto do mundo, terá emtre 160 e 190 andares de altura.

Os dados da altura final do prédio são controversos, existem informações de que ele terá entre 160 e 190 andares, e a altura final vá ficar entre 800 e 950 metros!

No estágio atual da construção o prédio já tem 688 metro, as fotos foram feitas de um helicóptero e são de tirar o fôlego!

O Burj Dubai "Torre de Dubai" é um arranha-céu em construção no distrito de Business Bay, na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos e é a estrutura mais alta construída pelo homem.

A construção começou em 21 de setembro de 2004 e a inauguração será em setembro de 2009.

Burj Dubai "Torre de Dubai"
Foto andamento da Construção: março 2009
Clique na foto e veja em resolução ampliada

O edifício faz parte de uma área de 2 km² em desenvolvimento chamada "Downtown Dubai" e está localizado no "Primeiro Interchange", juntamente com a Sheikh Zayed Road e Doha Street.

A companhia de arquitetura e engenharia americana Skidmore, Owings and Merrill (SOM), que projetou e construiu a Sears Tower de Chicago, é a responsável pelo projeto do Burj Dubai. A companhia sul-coreana Samsung Engineering & Construction juntamente com a companhia belga Besix e a companhia Arabtec dos Emirados Árabes Unidos são as responsáveis pela execução da obra.

O orçamento total do Burj Dubai é de cerca de US$ 4.1 bilhões e para toda a nova "Downtown Dubai" será de US$ 20 bilhões.

Antevisão, Burj Dubai

Curiosidades

. As suas fundações, inspiradas numa flor de seis pétalas típica do deserto, aparecem como um desenho incrustado no solo.

Foram 12 meses de trabalho para consolidar, a 50 metros de profundidade, a estrutura subterrânea composta por 195 vigas feitas com 110 toneladas de cimento, que darão suporte ao gigante.

As dimensões exatas do gigante de cimento são mantidas em segredo absoluto.

número de andares também não é exato, consta que chegará aos 189.

O prédio abrigará centros comerciais, hoteis, residências, áreas de lazer e o maior centro comercial do mundo.

O Burj Dubai vai superar em altura o maior edifício atual, o Taipei 101, em Taiwan, com 509 metros.

• O Burj Dubai terá um posto de observação a 442 metros de altura.

• A quantidade de janelas de vidro que vão ser colocadas no Burj Dubai daria para fechar 20 estádios de futebol e 30 de futebol americano.

• A quantidade de energia elétrica usada no Burj Dubai é equivalente ao gasto de 500 mil lâmpadas de 100 watts ao mesmo tempo.

• O Burj Dubai terá o peso equivalente de 100 000 elefantes (500 mil Toneladas).

• O Burj Dubai necessitará de 1 milhão de litros de água por dia.

• A antena do Burj Dubai poderá ser vista a cerca de 100 km de distância.

• Possuirá um dos dois hotéis de 7 estrelas do Mundo(o outro é o Burj al Arab, também no Dubai), o Accor Ar'Kalifb nos andares 75 a 88.


A Dubai do Futuro

Antevisão da cidade, Burj Dubai ao centro, a estrutura mais alta construída pelo homem.


Conheça mais Dubai

Região de Praia em Dubai, onde encontamos o famoso "Burj al Arab", hotel em forma em forma de vela. Cartão postal da cidade e área em plena expanção e desenvolvimento.

História de Dubai.

Originalmente uma aldeia de pescadores e coletores de pérolas existente há séculos na baía da Dubai, a cidade moderna data da déada de 1830, quando a tribo Bani Yas, da família dos Al-Maktoum ali se instalou e recusou obediência a Abu Dhabi. Os xeiques seguintes estimularam os contatos com os estrangeiros, especialmente britânicos, enquanto Dubai tornava-se um porto de escala.

População
A população nativa de Dubai é 4,4 milhões de habitantes (est. 2007 – CIA). Mais de três quartos dos habitantes da cidade são originários de outros países, em especial, do sul da Ásia e das Filipinas.

Idioma
O idioma oficial é o árabe. O inglês é ensinado nas escolas e amplamente utilizado.

Religião
A religião oficial é o Islam, havendo também templos hindus e cristãos.

Economia
Ao contrário dos demais Emirados Árabes Unidos, a economia de Dubai não se baseia primordialmente na exploração do petróleo. Apenas 7% da renda do emirado é obtida dessa fonte. A maior parte dos recursos provem da Zona Franca Jebel Ali, onde se localiza o porto de Dubai (o 13° mais movimentado do mundo) e empresas multinacionais que gozam de vantajosas isenções comerciais e fiscais. As atividades relacionadas ao turismo também têm aumentado sua participação na economia. Os dados mais atualizados dizem que um terço das gruas do mundo estão em Dubai.

O país é formado por 7 emirados localizados na costa ocidental do Golfo Pérsico. Cada um deles tem o mesmo nome de sua capital e é governado por um Xeque com total controle sobre os assuntos internos. O território é desértico e pontilhado de oásis, com regiões montanhosas e praias.

PIB: US$ 145,8 bilhões (2007 – CIA)

PIB per capita: US$ 55.200 (2007 – CIA)

Composição do PIB:

Agricultura: 7% (2007)
Indústria: 15% (2007)
Serviços: 78% (2007)

Valor do Comércio Exterior:

Exportações (FOB): US$ 152,1 bilhões (2007 – CIA)

Importações (FOB): US$ 94,72 bilhões (2007 – CIA)

Principais Produtos de Importação:
Máquinas e equipamentos, produtos químicos e alimentos.

Principais Produtos de Exportação:
Petróleo cru e gás Natural.

Re-exportações: peixes secos.

Fonte: Google
Indicação de matéria:
Draulo Lopes, radialista da Rádio AM-1310 Bahiana de Ilhéus-Ba.
Programa, Baú da Bahiana com o Clube do Baú, aos Sabado e Domingo,das o6 as 08 horas.

A energia escura do Universo

Cientistas vão discutir projeto que busca conhecer a energia escura do universo

2009 Ano Internacional da Astronomia.

Rio de Janeiro - Um componente que seria responsável pela aceleração da expansão do universo, a energia escura, será o principal tema de uma reunião internacional do Dark Energy Survey (DES), que, em tradução livre, significa Mapeamento de Energia Escura.

O evento será realizado no Observatório Nacional (ON), no Rio de Janeiro, em parceria com o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), a partir de segunda-feira (25).

O DES é o maior projeto de investigação da energia escura, elemento que constitui 70% do universo e é, hoje, um dos maiores mistérios da física. Dele, participam vários pesquisadores brasileiros. A palavra escura é usada porque a energia escura é algo cuja natureza é desconhecida, mas sabe-se que ela cobre grande parte do cosmo.

O evento é realizado a cada semestre e esta é primeira vez que ocorre no Brasil. Na oportunidade, os cientistas trocarão experiências e vão relatar os estudos brasileiros para o projeto do Mapeamento de Energia Escura.

Haverá também um ciclo de palestras sobre o tema, de acesso gratuito para o público em geral, com o objetivo de mostrar esse campo da ciência, já que 2009 foi eleito o Ano Internacional da Astronomia.

Definir o que é a energia escura e como ela afeta a expansão do universo é uma das grandes indagações da física, segundo o astrofísico do ON Márcio Maia, que coordenará a reunião internacional do DES no Brasil.

“A energia escura e a matéria escura são os dois pontos da astronomia sobre os quais a gente tem maior desconhecimento dentro da cosmologia”, disse. A energia escura, explica o físico, foi descoberta há 11 anos, dentro do conteúdo de matéria e energia do universo. “E, se acredita que ela seria responsável por uma aceleração na expansão do universo”, completou.

A partir de 2011, o DES iniciará o mapeamento de uma área do céu próxima ao Polo Sul, de elevadas dimensões. Em função de sua magnitude, está sendo construída uma câmera de alta eficiência, que será instalada em um telescópio de quatro metros do Observatório Internacional de Cerro Tololo (CTIO), no Chile.

De acordo com Maia, o objetivo desse mapeamento é chegar às respostas que a astronomia ainda não tem sobre a energia: o que é, do que é constituída e qual a sua variação ao longo da história do universo.

O projeto visa a “conhecer melhor o céu e, por meio disso, a gente pode colocar alguns vínculos do que poderia ser essa energia escura, o comportamento dela e como evoluiu com o tempo”. Maia disse que um gás produzindo uma antigravidade pode ser considerado como um efeito da energia escura. “E essa energia escura tem a propriedade de fazer o espaço se expandir”, explicou.

Segundo o astrofísico do ON, o projeto brasileiro é o que apresenta maior chance de impacto. “Porque ele vai envolver observações muito fundas no céu, em uma grande área. Então, nós vamos ter amostragem estatística para cercar melhor as propriedades que se atribuem a essa energia escura.”

Maia informou, ainda, que o projeto permitirá estudar a galáxia e as populações de estrelas. “A amplitude do projeto é muito maior, embora o esforço principal seja resolver a questão da energia escura.”

Além da parte científica, a participação brasileira no DES se dá pelo desenvolvimento de softwares, programas de computador para análise de imagens, gerenciamento de banco de dados e transferência de dados pela internet com velocidade e eficiência.

Isso, conforme destacou Maia, vai trazer know-how para o Brasil. “Tem toda uma tecnologia de ponta associada, que a gente acaba capitalizando”.

Durante a reunião internacional do DES, será preparado um relatório do andamento das preparações para o Mapeamento de Energia Escura, cuja conclusão está prevista para 2016, com a liberação dos primeiros dados.

Márcio Maia disse que as análises terão prosseguimento após essa data e que as imagens obtidas no projeto poderão ajudar a ter uma visão mais nítida de estrelas cuja visão seja fraca em um determinado ano para que, assim, essas estrelas possam ser melhor estudadas nos anos seguintes.

Fonte:
RBR - Rede Brasil Notícias
Clik no título da matéria e acesse o site do Observatório Nacional

Atlantis aterriza em Edwards Air Force Base, na Califórnia

O ônibus espacial Atlantis aterrizando em Edwards Air Force Base, na Califórnia, completando a última missão de manutenção do Telescópio Espacial Hubble. Imagem : NASA TV


Domingo, 24 de Maio de 2009 12:52:36
Tradução texto NASA: Rubens Lessa

O ônibus espacial Atlantis aterrizou em Edwards AFB em 11:39 EDT, completando 13 dias de uma viagem de cerca de 5,3 milhões de milhas no espaço.

Com o comandante Scott Altman e o piloto Gregory C. Johnson nos comandos, ônibus espacial Atlantis descia para uma aterrissagem suave na Edwards Air Force Base, na Califórnia, os astronautas concluíram com êxito a sua missão para o Telescópio Espacial Hubble, quando o Ônibus tocou o solo em 11:39 EDT.

Atlantis chegou ao Telescópio Espacial Hubble em 13 de maio, e os tripulantes do Ônibus espacial levaram cinco dias consecutivos para reparar e atualizar o telescópio.

A pós-desembarque haverá uma reunião de conferência com gerentes de Kennedy Space Center, está previsto para aproximadamente 30 minutos. Os participantes serão Ed Weiler, administrador associado para a Direção Missão e Ciências, Mike Moses, lançamento integração gerente, e Mike Leinbach, diretor de lançamento do ônibus espacial.

Notícias da tripulação será anunciado posteriormente.

A cerimônia de boas-vindas aos astronautas será realizada na terça-feira às 5 horas.


Atualização:

Durante uma conferência de imprensa realizada no Centro Espacial Kennedy, da NASA, na Flórida, administrador associado da NASA para a Ciência Missão Direcção Ed Weiler disse, "Agora, e só agora é que podemos declarar esta missão um sucesso total, com os astronautas em segurança e em terra firme." Disse: Ed Weiler, administrador de missão e ciências da NASA.

Telescópio Espacial Hubble, da NASA.
Ele disse que o público continua a ser atraídos pelas imagens do universo e ele espera ver Hubble funcionam na sua terceira década de serviço.

Todos concordam, que essa era uma missão fantástica. "É bom ter Atlantis de volta aqui no chão", disse Moisés. Ele também disse que a tripulação fez um excelente trabalho.

Mike Leinbach, diretor de lançamento do ônibus espacial da NASA, felicitou a tripulação STS-125 e também elogiou os membros da tripulação do ônibus espacial Endeavour, que permaneceram de prontidão, caso necessário uma missão de salvamento.

Ele também disse que esta previsto pela NASA, em 13 de junho de 2009, a missão do Endeavour à Estação Espacial Internacional.

Atlantis vai para Edwards Air Force Base, na Califórnia

Piloto Gregory C. Johnson ocupa o comando, no voo do Ônibus espacial Atlantis. Crédito Foto: NASA

Tradução de texto da NASA: Rubens Lessa

Domingo, 24 de Maio de 2009 11:09:00

Atlantis vai para Edwards
O Controle da missão decidiu pelo pouso em Edwards Air Force Base, na Califórnia para hoje, o tempo no Centro Espacial Kennedy, na Flórida continua instável.

A saida da orbita está para começar em 10:24 EDT 11:39 para uma aterrizagem em Edwards. O pouso dura três a quatro minutos, o tempo suficiente para iniciar o Desembarque

Charles Bolden é o novo administrador da NASA

Charles Bolden é o Comandante da NASA

Primeiro afro-americano a dirigir a agência espacial
23.05.2009 - 19h11

A escolha de Barack Obama para próximo diretor da agência espacial norte-americana é Charles Bolden, o primeiro ex-astronauta a dirigir a NASA, e também o primeiro negro a ocupar o cargo.

O anúncio foi ontem feito oficialmente, mas era já dele que se falava para a direção da agência. Bolden, de 62 anos, cumpriu quatro missões , incluindo a que pôs em órbita o telescópio espacial Hubble, em 1990. Piloto, chegou a general dos Marines (está agora reformado).

Numa altura em que a NASA está numa encruzilhada — deve apostar nas missões tripuladas, para corpos do sistema solar como a Lua e Marte, ou em missões robóticas, para o estudo da Terra e do Universo? — Bolden pode fazer pender a balança para o lado da exploração humana do espaço, adianta a agência Reuters.

“Acho que é uma boa notícia para NASA”, comentou Frank Siezten, um consultor para a área do espaço com base em Washington. “Ele deve apoiar a manutenção da atual arquitetura da NASA, mas sabe fazer as perguntas difíceis que têm de ser feitas. Não será possível enrolar Charles Bolden”, acrescentou Sietzen.

Obama tem também a intenção de nomear para vice-administradora da NASA Lori Garver, uma especialista em exploração espacial, com experiência de trabalho na agência e sua conselheira na equipa de transição de poder entre a Administração Bush e a de Obama.

“Estas pessoas talentosas vão ajudar a NASA a ultrapassar corajosamente as fronteiras da ciência, da aeronáutica e da exploração no século XXI, e garantir que o programa espacial dos EUA continua vibrante”, disse o Presidente, numa declaração escrita, que pisca o olho aos fãs do genérico da série de televisão Caminho das Estrelas.

O problema mais importante que a nova administração da NASA tem para resolver é a aposentação das novas naves espaciais já para o ano, depois de acabarem de construir a Estação Espacial Internacional. Os veículos que os substituem não estarão prontos antes de meados da próxima década e, até lá, os EUA ficarão sem meios para chegar ao espaço de forma independente, sem apanharem carona de outro país — ou das novas empresas que estão surgindo, com desejo de ganharem uma fatia do novo mercado da exploração espacial pela indústria privada.

Mau tempo volta a adiar retorno do "Atlantis" à Terra

tripulação do ônibus espacial Atlantis. Retratado na linha da frente estão comandante Scott Altman (centro), piloto Gregory C. Johnson, especialista e Missão Megan McArthur. Retratado na fila de trás (da esquerda para a direita) são Andrew Feustel, John Grunsfeld, Mike Massimino e Michael Bom, todos os especialistas missão. Crédito Foto: NASA

23/05/09 - 11h31 - Atualizado em 23/05/09 - 11h30

Washington, 23 mai (EFE).- Por causa do mau tempo, a Nasa suspendeu a primeira tentativa de retorno do ônibus espacial "Atlantis" à Terra neste sábado.

Depois de um adiamento na sexta-feira, os planos da agência espacial americana eram de que a nave e seus sete tripulantes aterrissassem no Centro Espacial Kennedy, no estado da Flórida, às 9h15 (10h15 de Brasília) de hoje.

A Nasa já informou que preparou seis oportunidades de aterrissagem ao longo deste sábado. Ontem, uma tempestade de raios e o surgimento de nuvens baixas perto da área de pouso inviabilizaram o retorno do ônibus espacial.

Por conta disso, os astronautas tiveram que prolongar por mais 24 horas sua estada no espaço, onde passaram dez dias reparando o telescópio "Hubble".

Suspensa a primeira tentativa de retorno neste sábado, a Nasa preparou outras duas para que o "Atlantis" volte à Terra no Centro Kennedy e mais três para que pouse na base aérea de Edwards, na Califórnia.

Caso os especialistas da Nasa optem pela primeira chance de pouso na costa oeste, a nave deverá aterrissar às 10h45 (11h45 de Brasília).

Se o mau tempo continuar, o centro de controle da missão ainda pode adiar por mais um dia a aterrissagem. As opções de pouso para domingo incluem Flórida, Califórnia e Novo México. EFE
.
.
.
Mais notícias a qualquer momento, esta página será atualizada fato a fato até o retorno do Ônibus Espacial Atlantis...
.
.
Plantão: última Notícia
(Texto traduzido da NASA > por Rubens Lessa)

Proxima tentativa de pouso do Ônibus Atlantis só domingo


Não será possível o pouso do ônibus Espacial Atlantis hoje, a tripulação do Atlantis já foi avisada, vamos manter opção de pouso para amanhã (domingo 24 de maio)) as 10:11am, no Kenmedy Space Center, na Flórida.

Se no domingo também não for possível vamos aguardar até segunda feira 25 de maio.
.
.
Domingo, 24 de Maio de 2009 11:09:00

Atlantis vai para Edwards
O Controle da missão decidiu pouso em Edwards Air Force Base, na Califórnia para hoje o tempo no Centro Espacial Kennedy, na Flórida continua instável.

A saida da orbita está para começar em 10:24 EDT 11:39 para uma aterrizagem em Edwards. O pouso dura três a quatro minutos, o tempo suficiente para iniciar o Desembarque.
.
.
24 maio
Nota: NASA TV Mídia, Educação e da Estação Espacial Internacional, estão temporariamente indisponíveis.

A NASA TV está fazendo a cobertura ao vivo da aterrizagem do Atlantis na STS-125 Hubble missão de serviço.( Clik no título desta matéria e assista a NASA TV)

Lula ataca ‘trambique’ com derivativos

22/05/2009 - 12:31 - Agência Estado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerrou sua visita à Turquia ontem com um inflamado discurso chamando os empresários brasileiros que operaram no mercado de derivativos de "trambiqueiros". Sem citar nomes, Lula atacou o comportamento das empresas.

"Temos um sistema financeiro sólido. Mas o que descobrimos com a crise é que alguns empresários brasileiros estavam aplicando nos chamados derivativos. Ou seja, já não se contentavam em ganhar o que estavam ganhando e acharam que era possível ganhar um pouco mais, fazendo trambique", afirmou.

Logo nas primeiras semanas da crise financeira, em setembro, a Sadia admitiu ter perdido R$ 760 milhões com suas posições em contratos de derivativos futuros e opções cambiais. Outra companhia que sofreu com os derivativos foi a Aracruz Celulose, que perdeu US$ 2 bilhões. Estima-se que cerca de 200 empresas tenham perdido dinheiro com derivativos.

Lula criticou ainda a falta de iniciativa do setor privado em busca de novos mercados e culpou os "governantes medíocres" que o antecederam pela pobreza no País.

Chamou também de trambiqueiros os atores do sistema financeiro internacional. A seguir, as principais broncas do presidente.

GOVERNOS MEDÍOCRES
Defendendo sua política externa, Lula deixou claro que os governantes não podem ficar esperando por novas oportunidades de negócio. "Vamos acabar chegando no século 21 pobres como éramos no século 20 e culpando os países ricos. A nossa pobreza se deve, muitas vezes, à mediocridade de quem nos governou durante tantos anos e não agiu com a grandeza que o chefe de uma nação tem de agir", disse. "O mundo precisa que os governantes de hoje sejam mais atuantes. O Brasil não tem de ter medo da Turquia, da China. É hora de ousadia para o Brasil e, com a crise, temos de procurar novos mercados em qualquer parte do mundo."

EXPORTADORES
Lula partiu para o ataque contra empresários que estão "esperando a sorte chegar em suas casas". Ele citou o caso da Turquia, país com o qual o Brasil tem um comércio de apenas US$ 1,2 bilhão por ano. "Não é normal que dois países com mais de 260 milhões de pessoas tenham esse fluxo de comércio", disse. "Não podemos querer vender apenas para EUA, Europa e China." Sobrou até para o chanceler Celso Amorim. Lula cobrou ele não ter feito até agora reuniões da comissão mista Brasil-Turquia, criada há anos.

CRISE
Lula atacou o sistema financeiro internacional por ter criado um "cassino" e pediu o fim dos paraísos fiscais.

FMI
Por fim, Lula criticou o comportamento do Fundo Monetário Internacional quando o Brasil devolveu o empréstimo que tinha obtido no início da década. "Decidimos que não aceitaríamos mais ingerência externa Tomamos a decisão de devolver o dinheiro do FMI. Deixamos de ser devedor para ser credor. Eu lembro muito bem a indignação do então diretor-gerente do FMI, Rodrigo de Rato."

.
O ministro da Fazenda Guido Mantega admitiu, nesta sexta-feira (22), que a valorização do real frente ao dólar preocupa o governo brasileiro. Nesta semana, a moeda norte-americana atingiu sua menor cotação em sete meses, de R$ 2,027, impulsionada pela forte entrada de capital externo no país. No ano, a moeda acumula queda de mais de 10%.
.
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta sexta (22), em São Paulo, que a economia brasileira já está "em vias de recuperação
.
O dólar comercial retoma nesta sexta-feira (22) a trajetória de queda interrompida na véspera. Por volta das 14h, a moeda norte-americana era negociada a R$ 2,027, com queda de 0,49% sobre o resultado da véspera.
.

Nasa descarta primeira janela de aterrissagem do Atlantis

CABO CANAVERAL, EUA (AFP) — A Nasa renunciou à aterrissagem nesta sexta-feira às 10H00 locais do ônibus espacial Atlantis devido ao mau tempo no Centro espacial Kennedy de Cabo Canaveral, aguardando uma segunda "janela" às 11H39 (12H39 de Brasília).

Em um comunicado, a agência espacial americana explicou que as más condições meteorológicas na Flórida (sudeste dos EUA) obrigavam-na a anular a primeira tentativa de aterrissagem.

O ônibus espacial Atlantis, lançada em 11 de maio com sete astronautas para uma missão de reparo do telescópio espacial Hubble, tem autonomia suficiente para continuar em órbita até segunda-feira.

A Nasa não prevê por enquanto autorizar o pouso na base californiana de Edwards (oeste).

Um procedimento complicado e custoso obrigaria em seguida a repatriar o Atlantis para Cabo Canaveral em um Boeing 747.

O céu estava coberto em Cabo Canaveral, com ventos fortes e chuvas intermitentes que poderiam complicar as manobras de aterrissagem. O risco de tempestade na região foi também um motivo do cancelamento da volta à Terra.

Fonte: AFP

Volta do ônibus Espacial Atlantis pode ser adiado.

O Telescópio Espacial Hubble, visto a partir do ônibus espacial Atlantis, após o fim das reformas. Nasa

Retorno da nave à Terra, previsto para sexta-feira, poderá ficar para sábado ou domingo


HOUSTON, EUA - Os astronautas estão poupando energia a bordo do ônibus espacial Atlantis, porque o mau tempo na Flórida poderá forçá-los a ficar em órbita por mais tempo que o esperado.

Tempestades podem adiar o pouso da nave, previsto para sexta-feira, 22, no Centro Espacial Kennedy. A Nasa pode fazer uma segunda tentativa no Kennedy no sábado e, se isso não funcionar, há várias opções para um pouso no domingo.

Os astronautas desfrutaram de um dia de folga na quarta. Em entrevista coletiva, disseram a jornalistas que estão ansiosos para voltar para casa, após 11 dias no espaço.


Astronautas a bordo da nave Atlantis recebem ligação de Obama
A Casa Branca divulgou uma imagem do presidente durante a conversa com os astronautas

O presidente americano Barack Obama ligou para astronautas a bordo da nave espacial Atlantis, quarta-feira. Ele disse aos homens do espaço que eles são exemplos de dedicação e comprometimento, informou a AP.

"Estou orgulhoso do que conseguiram. Esta missão de reparação no espaço deu um exemplo maravilhoso da dedicação e do compromisso, que é o que representa os Estados Unidos", acrescentou Obama. "O Hubble é um símbolo de nossa busca do conhecimento".

"Vocês conseguem ver a minha casa?", brincou Obama com a tripulação, que voou sobre Illinois, terra natal do presidente, no início da missão. "Como muitos americanos, eu tenho acompanhado com deslumbre as belas imagens que vocês nos mandam", disse o Obama, em um tom mais sério, enquanto a nave passava pelo Oceano Pacífico.



Nasa mostra como Hubble era visto do interior da Atlantis

Painéis solares do Hubble vistos ao fundo pela janela da cabine de controle do ônibus espacial Atlantis.

A Nasa, agência espacial americana, divulgou em seu site terça-feira uma imagem de como o telescópio espacial Hubble era visto do interior do painel de controle do ônibus espacial Atlantis. A fotografia marcou a despedida da missão que significou o último contato físico do homem com o famoso observatório.

"O Hubble não é só um satélite. (Representa) A busca de conhecimentos de toda a Humanidade", afirmou o astronauta John Grunsfeld antes de fechar a escotilha da Atlantis pela última vez, após as cinco caminhadas espaciais que realizou ao lado do colega Drew Feustel para consertar o Hubble.

Os novos equipamentos instalados permitirão que o velho observatório de 13 t sobreviva em órbita por mais cinco anos. No entanto, quando os sistemas se esgotarem e as baterias pararem de funcionar, o instrumento que levou as fronteiras da astronomia a limites sem precedentes ficará abandonado, se transformará em lixo espacial e será substituído por um novo telescópio muito mais moderno.

Novidades
Entre os novos equipamentos do Hubble, destaca-se um aparelho que observará a luz emitida por quasares extremamente afastados da Terra para registrar as alterações geradas por gases que atravessam galáxias distantes. Isto permitirá que os cientistas descubram a composição desses gases, como mudaram ao longo do tempo e de que forma afetam as galáxias.

Além disso, uma nova câmera acoplada ao Hubble permitirá a obtenção de imagens de alta resolução e extremamente claras e detalhadas, com uma gama muito variada de cores. Com freqüências de onda ultravioleta e infravermelha, esta é a câmera com tecnologia mais avançada que já instalada no Hubble.

Adeus e retorno
Ao concluírem a missão de US$ 220 milhões, a astronauta Megan McArthur utilizou o braço robótico da nave para retirar o telescópio do compartimento superior, levantá-lo e liberá-lo às 9h57 (de Brasília), soltando-o a uma distância de 563 km da Terra. Pouco depois, o comandante do Atlantis, Scott Altman, ligou por alguns instantes os motores do ônibus espacial e começou a se afastar do Hubble, até ficar a cerca de 360 km da Terra. No momento, o Atlantis encontrava-se sobre o Oceano Atlântico e se movia em direção à costa da África a 27 mil km/h.

A nova órbita alcançada pelo ônibus espacial é a mesma que, na sexta-feira, será utilizada para o retorno ao Centro Espacial Kennedy, no sul da Flórida.

Há 19 anos
O Hubble, que já deu mais de 97 mil voltas ao redor do planeta, entrou em órbita em 24 de abril de 1990, quando foi lançado a bordo do ônibus espacial Discovery. De lá para cá, a câmera do telescópio revelou à humanidade imagens impressionantes dos confins do universo.

Informações das agências AP, AFP e EFE
Redação Terra
Associated Press

Descoberto Novo fóssil da evolução Humana, Lêmures ? >Clik aqui e assista ao video<

Conheça"Ida,"(Darwinius masillae) o "elo perdido".

Texto traduzido por: Rubens Lessa.
National Geographic.19 de maio 2009

O fóssil encontrado na Alemanha está criando uma grande polêmica entre aqueles que estudam a origem dos seres humanos.

Em um novo livro, documentário, e de promoção da Web site, o paleontólogo Jorn Hurum, que liderou a equipe que analisou os fósseis visto acima com 47 milhões de anos, sugere que "Ida" é um provavel "elo perdido" das espécies primatas em evolução.

Os fósseis, diz ele, é a ponte evolutiva de maior separação entre, primatas com o macaco, e os macacos com seres humanos e seus parentes mais distantes, como lêmurs.

"Este é o primeiro link (elo) para todos os seres humanos", do Museu de História Natural, em Oslo, na Noruega, disse em uma declaração, Ida representa "o mais próximo que podemos chegar a um antepassado direto".

Ida, apropriadamente conhecida como "Darwinius masillae", tem uma única anatomia. O esqueleto características primatas, incluindo as garrar ( mãos), polegares , e relativamente membros curto.

"Este modelo parecido com um macaco, parece que pertence ao grupo que inclui a nós," disse Brian Richmond, uma antropóloga biológica na Universidade George Washington, em Washington, DC, que não foi envolvida no estudo.

Mas há uma grande lacuna no registro fóssil a partir deste período, observou Richmond. Pesquisadores estão inseguro quando e onde o grupo que inclui macacos primatas, macacos, e os seres humanos, pode estar incluso no grupo de primatas que inclui lêmurs.

"Ida é um dos mais importantes pontos de ramificação da árvore evolutiva", disse Richmond.

Pelo menos um aspecto da Ida é indiscutivelmente único: a sua incrível preservação, inédito em espécimes da "Era Eoceno"(entre 33 e 55 milhões de anos> ver na Wikipédia), quando primatas sofreram um período de rápida evolução.

"A partir deste período de tempo, existem muito poucos fósseis, e eles tendem a ser um ponto isolado aqui, ou talvez um outro lá", explicou Richmond. "Portanto, não se pode dizer o que representa em termos de história ou de biologia evolutiva."

No caso da Ida, os cientistas conseguiram analisar evidências fósseis de pele e dos tecidos moles e até mesmo os restos colhidos por meio de sua última refeição: frutos, sementes e folhas.

Além do mais, o recém descrito fóssil foi descoberto na Alemanha. Muito intrigante, porque poderia sugerir, ao contrário do comum pressupostos, que o continente foi uma importante área para a evolução primata.

Nasa fotografa o Atlantis passando diante do Sol > Clik aqui assista Videos

O ônibus espacial está na última das missões tripuladas enviadas ao Telescópio Espacial Hubble

Agências Internacionais

CABO CANAVERAL, EUA - Em imagem feita na terça-feira, 12, mas só divulgada agora, a silhueta do ônibus espacial Atlantis, atualmente em missão de reparos no Telescópio Espacial Hubble, aparece em contraste com o Sol ao fundo. No dia em que a foto foi tirada, a nave estava a caminho do telescópio.

O Atlantis e sua tripulação viajam numa órbita especialmente alta, de 560 quilômetros acima da Terra, repleta de pedaços de satélites destruídos.

Um pedaço de lixo espacial de 10 centímetros passou voando a cerca de três quilômetros do ônibus espacial na noite de quarta-feira, 13, poucas horas antes de o braço mecânico da nave agarrar o Hubble. Mesmo um pedaço de metal tão pequeno poderia causar graves danos à nave.

Com isso, o Hubble talvez venha a ser capaz de trabalhar em conjunto com seu sucessor, o Telescópio Espacial James Webb, que tem lançamento previsto para 2014. Ao contrário di Hubble, que foi lançado por um ônibus espacial e já foi visitado por astronautas quatro vezes, o Webb será levado ao espaço numa nave não tripulada e ficará em órbita numa altitude inacessível para seres humanos.

Atlantis se desprende do Hubble > Clik aqui Assista Videos

Os astronautas do ônibus espacial Atlantis desligaram-se do telescópio espacial Hubble hoje, permitindo que o observatório continue sua jornada. O Hubble, que passou por cinco dias de reparos e atualizações, não será mais visto de perto por seres humanos, já que esta foi a última missão da Agência Espacial Norte-americana (Nasa, na sigla em inglês) para ajustes no telescópio.

O ônibus espacial e o Hubble tinham cruzado o oceano Atlântico e viajavam a 560 quilômetros de altitude sobre a costa noroeste da África, quando o astronauta Megan McArthur usou um braço robótico para liberar as braçadeiras que seguravam o telescópio. "O Hubble foi liberado", disse o comandante Scott Altman. Com o telescópio voando sozinho novamente, os sete astronautas esperam pela volta à Terra, prevista para sexta-feira.

Durante cinco dias de caminhadas espaciais, a tripulação do Atlantis, formada por quatro astronautas, instalaram novos equipamentos e consertaram instrumentos, algo nunca feito antes em órbita. Segundo a Nasa, com os reparos, o telescópio de 19 anos terá mais cinco a dez anos de vida. O Hubble deve voltar a funcionar no início do segundo semestre, após uma série de testes.

Fonte:REUTERS

Congresso contraria planos de Obama de fechar Guantánamo

WASHINGTON (AFP) - - O Congresso dos Estados Unidos contrariou nesta terça-feira os planos do presidente Barack Obama de fechar a prisão de Guantánamo, rejeitando uma verba de 80 milhões de dólares e pedindo um projeto mais preciso sobre o destino dos prisioneiros.

Após a Câmara dos Representantes rejeitar a verba para fechar a prisão, na semana passada, o Senado adotou a mesma decisão, nesta terça-feira.

Pouco antes do início do debate na Câmara alta, Harry Reid, líder da maioria democrata no Senado americano, declarou que não permitiria que terroristas fossem libertados nos Estados Unidos.

"Jamais permitiremos que terroristas sejam libertados nos Estados Unidos", avisou Reid, em referência ao destino dos presos em Guantánamo. "O Senado, tanto democrata como republicano, não quer que terroristas sejam libertados" no território americano.

Quando o Senado analisava o projeto de orçamento suplementar para 2009, de 91,3 bilhões de dólares, para financiar as guerras no Iraque e no Afeganistão, Reid foi enfático ao rejeitar a verba para o fechamento de Guantánamo: "Este não é o momento adequado nem o projeto de lei para tratar do problema".

O número dois da maioria democrata, Richard Durbin, destacou que a decisão de fechar Guantánamo é injustificada, ao defender a retirada da verba do projeto de orçamento.

Washington segue determinado a fechar a prisão até janeiro de 2010, apesar da resistência do Congresso, afirmou mais cedo nesta terça-feira o porta-voz do Pentágono, Geoff Morrell.

O governo Obama planeja transferir alguns detidos de Guantánamo para prisões nos Estados Unidos e libertar outros, no território americano, após provar que são inocentes.

Fonte:>AFP
05/19 | 23:26 GMT

Hubble, etapa final de reparos > Clik aqui e acesse o site da NASA

A tripulação do Atlantis pretende recolocar o Hubble em órbita nesta terça-feira e retornar na sexta-feira ao Centro Espacial Kennedy, na Flórida.

Em quatro caminhadas anteriores no espaço, os astronautas instalaram uma nova câmera e espectrógrafo, substituíram o sistema de posicionamento do Hubble, consertaram dois instrumentos e instalaram um anel de acoplamento, de modo que naves espaciais robóticas possam ser enviadas para tirar o Hubble de órbita no final de sua vida operacional.

A expectativa é que os consertos conservem o Hubble na vanguarda da exploração científica por pelo menos cinco anos, para que possa funcionar em conjunto com o Telescópio Espacial James Webb, que vai tomar seu lugar.

Grunsfeld e Feustel também esperam ter tempo para instalar dois escudos metálicos sobre as baías de instrumentos do telescópio, para ajudar a proteger o observatório do ambiente inóspito do espaço. Um dos escudos estava previsto para ser instalado no domingo, mas faltou tempo para isso.

Última caminhada espacial missão Hubble > Clik aqui acesse site NASA, Veja as últimas Notícias.

Washington, 17 mai (EFE).- Os astronautas do ônibus espacial "Atlantis" começaram hoje sua quarta e última caminhada espacial correspondente à missão no telescópio Hubble para consertar uma série de instrumentos.

Mike Massimino e Mike Good começaram seu trabalho às 10h45 de Brasília, meia hora depois do previsto, e a caminhada deve durar cerca de seis horas e meia.

Seu principal objetivo hoje será o conserto do Espectrógrafo de Imagens Telescópicas Espaciais (STIS), onde terão que substituir um circuito elétrico de baixa voltagem que contém um conversor de eletricidade com defeito.

Essa avaria fez com que o espectrógrafo ficasse sem funcionar desde agosto de 2004.

Além disso, os dois astronautas instalarão um novo painel isolante em uma das portas externas do telescópio.

No sábado, os astronautas John Grunsfeld e Andrew Feustel instalaram outro instrumento, o Espectógrafo de Origens Cósmicas, que permitirá detectar a luz de quasares distantes.

Também consertaram uma câmera do telescópio, estragada há cinco anos. Os dois astronautas conseguiram reparar dois de seus três objetivos.

Os engenheiros da Nasa (agência espacial americana) tinham calculado que a caminhada espacial do sábado seria a mais complicada da missão, mas a operação se desenvolveu sem incidentes e, inclusive, terminou um pouco antes do esperado.

Na sexta-feira, Massimino e Good instalaram novos giroscópios e baterias no Hubble, enquanto, na quinta-feira, o telescópio recebeu uma nova câmera e foi instalado um novo computador.

Com estas tarefas de reparação, antes de o "Atlantis" iniciar retorno à Terra, na terça-feira, a Nasa espera manter o telescópio espacial em operação durante um prazo de cinco a dez anos, durante o qual o Hubble poderá oferecer novos dados sobre dúvidas como a origem do universo ou a formação dos buracos negros.

Fonte:Yahoo

Economia Mundial, previsão do FMI

Dominique Strauss-Kahn > Diretor gerente do FMI

FMI prevê recuperação econômica mundial para o primeiro semestre de 2010

Retomada depende de bancos colocarem ordem em seus negócios.

Para diretor do órgão, ‘virada’ deve começar no último trimestre deste ano.

O diretor do FMI, Dominique Strauss-Kahn, fala em Viena nesta sexta-feira (15).

O diretor gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Dominique Strauss-Kahn, afirmou nesta sexta-feira (15) que a economia mundial pode começar a se recuperar no primeiro semestre de 2010, em entrevista à imprensa paralelamente a uma conferência de economistas em Viena.

“Prevemos ainda uma retomada da conjuntura mundial para o primeiro semestre de 2010, e a virada da situação deve ocorrer em outubro, novembro ou dezembro de 2009″, indicou Strauss-Kahn. No entanto, ele destacou que os riscos “continuam muito elevados” e que a retomada da atividade mundial “depende do que será feito no setor bancário”.

Uma coisa é certa, segundo o diretor do FMI: “não haverá retomada enquanto os bancos não colocarem ordem em seus negócios”.

Fonte: G1

Banda larga no Brasil em 2015 ?

Número de usuários no Brasil deverá dobrar e vamos rir de velocidades de 100 Mbps.

O Brasil é famoso por ser o país das desigualdades. Problemas com distribuição de renda, saúde, educação assolam o desenvolvimento daquilo que é básico para o brasileiro. Quando partimos para a tecnologia, o cenário se agrava ainda mais. Basta pensar no número de pessoas com acesso a banda larga no país. De acordo com o Baromêtro de Banda Larga da Cisco e da IDC, fechamos 2008 com pouco menos de 10 milhões de usuários, ou 5,5% da população.

Mesmo assim, os nossos medidores de banda larga ainda consideram velocidades de 128 e 256 Kpbs como internet de alta velocidade, o que é questionável quando comparamos o Brasil a países como Estados Unidos e Japão. Pegando apenas as velocidades acima de 2 Mbps, caímos para pouco mais de 1 milhão de internautas, que têm acesso a uma velocidade realmente alta.

Este cenário, no entanto, deve sofrer uma boa modificação nos próximos anos. A começar pelo histórico: em 2001, o Brasil possuía 343 mil usuários de banda larga. O número subiu para 4,1 milhões em 2005 e deve chegar a 15 milhões em 2010. Isso de acordo com o Barômetro. Caso o país siga a linha de crescimento média dos últimos anos, deveremos chegar a 2015 com quase 30 milhões de usuários. Mas é bom contar com os prováveis crescimentos de tecnologias como WiMax e 4G (LTE), que multiplicariam esse número em incontáveis vezes.

Vamos rir de 100 Mbps
Outro fator é a velocidade. Muitas empresas de banda larga alegam que há tecnologia disponível para oferecer supervelocidades, mas que não há consumo, nem serviços que as demandem. “No Brasil ainda existe a cultura de que o consumidor não precisa de alta velocidade no seu acesso de internet. Vint Cerf – o evangelista chefe de internet do Google – diz que as restrições de capacidade de internet são apenas desculpas das telcos para espremer os clientes”, diz Eduardo Prado, consultor de telecomunicações, em artigo publicado no site Teleco.

Mas já há movimentos de diferentes empresas para oferecer acesso acima dos 10 Mbps. É o caso da Telefônica, que oferece um link de fibra óptica (FTTH) de 30 Mbps para usuários do Jardins, em São Paulo, e da Net, que oferece velocidade de 60 Mbps via cabo (Docsis 3.0) no Leblon, no Rio de Janeiro. Já a GVT, além de ter descontinuado planos com menos de 1 Mbps, está planejando iniciar uma pacote de 100 Mbps a partir do mês julho, para os locais onde a operadora atua.

O consultor lembra que boa parte das novidades tecnológicas que surgiram nos últimos tempos se apoiaram na banda larga e traça um cenário do que deveremos ter em breve. A residência pode ter o pai assistindo a uma partida ao vivo de futebol em HDTV; a filha fazendo download de um vídeo para ajudar na sua lição do colégio; o filho jogando em tempo real ou o avô conectado a carga de um vídeo médico ininterrupto para uma clínica de monitoração remota de saúde. Isso sem contar a tão comentada computação em nuvem. “Juntando todos estes usos, uma simples residência pode consumir facilmente 150 Mbps de banda larga com os serviços que já podemos imaginar hoje em dia. Acredito que em 2015 vamos rir de 100 Mbps”, diz.

1 Gbps no Japão
Só para ficarmos esperançosos com a infraestrutura de que dispõem alguns países: de acordo com o artigo publicado na Teleco, a tecnologia de fibra óptica estava disponível para 80% das residências do Japão e espera-se que ela alcance 90% das residências por volta de 2010. Além disso, a forte competição no Japão tem tornado comum a oferta de 1 Gbps e é esperado que ela aumente para 10 Gbps no ano que vem.

“A China resolveu trocar todos os seus projetos de ADSL para a tecnologia FTTH. Hong Kong já oferta a conectividade de 1 Gbps atualmente e Cingapura terá esta conectividade em metade do país por volta de 2012 e a na totalidade do país em 2015”, diz Prado. Ainda de acordo com o consultor, a maioria dos países da Europa já está perseguindo rapidamente velocidades de pelo menos 100 Mbps.

Em relação às tecnologias, Prado acredita que, em 2015, teremos fibra óptica (FTTH ou algo superior), cabo (Docsis 3.0 ou sua evolução), LTE e WiMax.

Fonte: Abril.com

Astronautas deixam ônibus espacial para trabalhar no Hubble

Vista do Telescópio Espacial Hubble do ônibus espacial Atlantis, em imagem cedida pela NASA TV (Reuters)

14 de Maio de 2009 - 14:34
Irene Klotz

HOUSTON (Reuters) - Dois astronautas saíram do ônibus espacial Atlantis nesta quinta-feira e flutuaram no espaço para trabalhar sobre o Telescópio Espacial Hubble, observatório no espaço há 19 anos e que transformou a compreensão que os cientistas têm do universo.

Trajando grandes roupas espaciais pressurizadas, John Grunsfeld, de 50 anos, que já viajou cinco vezes no ônibus espacial, e seu parceiro novato Andrew Feustel, de 43, saíram do Atlantis pouco antes das 10h00 (horário de Brasília) para o primeiro de cinco passeios no espaço.

Os astronautas devem consertar o telescópio e instalar novos instrumentos que permitirão ao Hubble captar imagens de objetos formados em tempos tão distantes quanto 500 anos após o nascimento do universo.

"Isto é fantástico", disse Grunsfeld, membro de duas equipes anteriores que fizeram reparos e manutenção no Hubble. "Você vai amar isto, Drew", disse ele a Feustel.

O Atlantis decolou na segunda-feira levando sete astronautas para uma missão espacial de 11 dias.

O primeiro trabalho dos astronautas será substituir a câmera digital dos anos 1990 do telescópio por um aparelho mais moderno que é sensível à luz infravermelha e ultravioleta, além dos comprimentos de onda que o olho humano é capaz de detectar.

Os detectores de infravermelho são especialmente importantes para a obtenção de imagens muito distantes, cuja luz chega à Terra em comprimentos de onda mais longos, mais vermelhos, de modo semelhante à maneira como o som de um trem se distancia quando o trem vai se distanciando.

"Esta nova câmera promete enxergar mais para trás no tempo, mais perto do Big Bang, do que jamais pudemos enxergar até hoje", disse Grunsfeld em entrevista antes da decolagem do ônibus espacial.

Olhar longamente para os objetos mais distantes detectáveis é a primeira prioridade entre as tarefas do Hubble, assim que o observatório voltar a funcionar. Os alvos mais antigos que o Hubble já viu datam de 700 milhões de anos depois do Big Bang, a explosão que criou o universo há cerca de 13,7 bilhões de anos.

Grunsfeld, que é astrônomo, tem um projeto de pesquisa pendente com a nova câmera. Ele quer utilizar seus sensores ultravioletas para estudar uma cratera na lua, na esperança de encontrar minerais que possam ser úteis para expedições lunares futuras.

Grunsfeld e Feustel também devem substituir um computador chave que processa e formata informações recolhidas pelos instrumentos científicos do Hubble, para serem transmitidas para a Terra.

O computador deixou de funcionar em setembro, poucas semanas antes de a equipe de manutenção do Hubble estar programada para voar. A Nasa adiou a missão para que seus engenheiros pudessem preparar uma máquina substituta. Durante esse período, os operadores do telescópio passaram a usar um sistema de backup.

A Nasa quer deixar o Hubble com o máximo possível de equipamentos de reserva, na esperança de mantê-lo operacional pelo menos até 2014, quando está previsto que o telescópio que o irá substituir já esteja pronto para operar.

Fonte:
www.swissinfo.ch/(Suiça)

Atlantis captura Telescópio Espacial Hubble

O ônibus espacial Atlantis acaba de capturar o Telescópio Espacial Hubble utilizando o seu braço robótico. A conexão entre os dois ocorreu às 14h14, no horário de Brasília. Agora os dois estão baixando para uma órbita mais segura, onde as comunicações com o centro de controle são mais estáveis.

A manobra foi feita utilizando uma câmera localizada na extremidade do braço robótico do ônibus espacial. O Hubble possui um sistema de acoplamento que permitiu que ele fosse agarrado com facilidade e precisão.

Na carroceria do ônibus espacial

Cerca de três horas antes da captura, os cientistas responsáveis pelo Hubble desligaram todos os seus sistemas. Assim que atingir a órbita de serviço, os astronautas ligarão uma conexão de energia ao Hubble a partir do ônibus espacial. Todo o suprimento de energia do próprio Hubble deve está desligado para que não haja danos aos equipamentos durante a manutenção.

O Hubble agora será colocado na "carroceria" do Atlantis, sobre um suporte de serviço chamado Sistema de Suporte de Voo (FSS: Flight Support System), onde deverá ficar durante toda a missão. O FSS é um suporte rotativo, que permitirá que os astronautas girem o Hubble para terem acesso às suas diversas partes.

O ônibus espacial então manobrará para uma posição que permita que os painéis solares do Hubble captem o máximo de energia do Sol para recarregar completamente suas baterias.

A primeira caminhada espacial para o início da manutenção do Hubble está prevista para amanhã.

Resgate espacial

Os técnicos da NASA continuam analisando as imagens capturadas nesta terça-feira pela câmera do braço robótico do Atlantis, durante a inspeção de rotina da proteção térmica do ônibus espacial. Durante o lançamento, há a possibilidade de desprendimento de pequenas peças que podem danificar o escudo que protege o ônibus espacial das altíssimas temperaturas alcançadas durante a reentrada na atmosfera.

Durante a inspeção foi detectada uma área de danos na parte frontal do Atlantis, no ponto onde as asas se conectam à fuselagem. As primeiras análises dão conta de que os danos foram mínimos e não representam qualquer risco para o retorno dos astronautas ao final da missão. Contudo, uma segunda inspeção foi agendada para a próxima terça-feira.

No caso de qualquer problema mais sério, como é rotina desde o acidente com o Colúmbia, o ônibus espacial Endeavour está de prontidão no Cabo Canaveral, na Flórida, pronto para um lançamento de resgate (sobre o ônibus espacial de reserva, veja Ônibus espacial voará de cabeça para baixo no conserto do Hubble).

Fonte: Inovação Tecnológica

Amazônia já está internacionalizada

Amazônia já está 'internacionalizada', dizem ONGs

O debate sobre o futuro da Amazônia já está internacionalizado seja pela importância que ganhou a questão do aquecimento global ou pela atuação de multinacionais na região, dizem ambientalistas entrevistados pela BBC Brasil.

"O Brasil se incomoda porque sabe que não tem soberania plena. Sabe que se quiser desmatar tudo, vai ter problemas (com a comunidade internacional)", afirma o pesquisador Paulo Barreto, do Imazon.

Ele cita como o exemplo o fato de qualquer acesso a crédito para projetos na Amazônia depender hoje de estudos sobre os impactos ambientais.

Além disso, diz Barreto, o próprio governo brasileiro tem interesse em mostrar ao mundo que é capaz de fazer uma boa gestão da Amazônia para conseguir levar adiante sua ambição de desempenhar um papel maior no cenário internacional.

"O Brasil quer se colocar como um ator importante em relação a temas internacionais e a Amazônia é uma questão crítica para o país ter esse posicionamento estratégico. A gente tem que demonstrar que cuida da Amazônia."

Paulo Adário, do Greenpeace, argumenta que a economia da Amazônia é tão ou mais globalizada do que a de outras regiões já que os principais produtos da região - soja, madeira e carne - são commodities no mercado internacional.

"Só que quando esses setores vão para a mídia, eles não falam das multinacionais, falam das ONGs", afirma Adário, ressaltando o fato de as maiores empresas da soja serem estrangeiras - Cargill, Bunge, ADM e Dreyfuss.

Barreto, do Imazon, diz não acreditar que essa internacionalização se traduza numa ocupação física, pelo menos não por enquanto.

"Não vejo nenhum plano de ocupar a Amazônia, pelo menos não no curto e médio prazo. Mas se o Brasil não cuidar da Amazônia, com uma política clara, imagino que possa haver no longo prazo."

Para os dois pesquisadores, a polêmica em torno da compra de terras por estrangeiros na Amazônia e a preocupação quanto a ingerências internacionais na região são riscos marginais que estão sendo extrapolados pelo governo.

A lei atual restringe a aquisição ou exploração de terras por estrangeiros na chamada faixa de fronteira, faixa de 150 km de largura, paralela à linha divisória terrestre do território nacional.

Uma empresa com sede no Brasil e capital estrangeiro, porém, não estaria sujeita a essas restrições desde que 51% do capital pertença a brasileiros.

Fonte:msn

Você sabe como é preparado o Jornal Nacional ?

Os bastidores do Jornal Nacional.
Fátima Bernardes explica tudo o que acontece na redação até o jornal ir ao ar.

Clique aqui e veja o lançamento do Atlantis no site da NASA

Clique no título e veja este e outros videos da NASA.

Ônibus Espacial Atlantis > (Clique aqui e leia mais sobre "Ônibus Espacial)

O Ônibus Espacial Atlantis (OV-104), foi o quarto veículo deste tipo a ser construído pela NASA. Recebeu o nome de Atlantis, em honra do primeiro navio de pesquisa oceanográfica dos EUA, com o mesmo nome.

Beneficiando da experiência adquirida com a construção dos seus antecessores, o Atlantis tinha um peso inferior em cerca de 3 toneladas, e teve um tempo de construção reduzido a metade, em relação ao primeiro veículo operacional, o já desaparecido Columbia. Algumas peças adicionais, não usadas na sua construção foram mais tarde utilizadas no Endeavour.

O primeiro vôo do Atlantis, realizou-se em outubro de 1985, numa missão militar secreta. Desde então lançou várias sondas, e tem participado na construção da ISS.


Leia mais sobre "Ônibus Espacial" clicando no título desta matéria.

.

Telescópio espacial Hubble

Telescópio espacial Hubble orbitando a Terra

Nasa lança ônibus espacial Atlantis para missão no telescópio Hubble


CABO CANAVERAL, Florida, 11 Mai 2009 (AFP) - O ônibus espacial Atlantis decolou nesta segunda-feira da base da Nasa na Flórida com uma tripulação de sete astronautas, cuja missão será trabalhar no telescópio espacial Hubble.
A missão, considerada de alto risco pela agência espacial americana, será a última manutenção do Hubble antes de sua desativação definitiva.


Os astronautas devem retornar à Terra dentro de 11 dias.

Esta é a quinta e última visita de manutenção, reparo e modernização do primeiro telescópio espacial, colocado em órbita em 1990.

"Se conseguirmos, o Hubble será mais potente e mais forte do que nunca e funcionará pelo menos até 2014", explicou à imprensa Ed Weiler, diretor de missões científicas da Nasa.

O Hubble estará plenamente operacional até a chegada, em 2013, de seu sucessor, o James Webb Space Telescope, capaz de remontar até o "Big Bang" que marcou o nascimento do universo há 13,7 bilhões de anos.

O Atlantis foi lançado às 14H01 (18H01 GMT) do Centro Espacial Kennedy, perto do Cabo Canaveral, na Flórida. Dois minutos depois, os dois foguetes de apoio, que dão 80% do impulso no início do lançamento, se separaram conforme o previsto, caindo no oceano Atlântico, onde serão recuperados e reutilizados.

A Nasa explicou que a missão Hubble é mais arriscada do que um vôo para a ISS devido ao perigo de um meteorito se chocar contra a aeronave.

Oito minutos e meio depois, o ônibus espacial alcançou a órbita terrestre.

O telescópio espacial Hubble está a 563 km de altitude, quase o dobro da distância entre a Terra e a Estação Espacial Internacional (ISS), que está a 350 km e tem sido o destino mais frequente das missões espaciais nos últimos anos.

O Atlantis deve alcançar seu objetivo na quarta-feira, e deve iniciar as manobras de aproximação e captura do telescópio, de 12,5 toneladas, às 11H41 GMT. O Hubble deve ser capturado às 16H54 GMT, quando será colocado no depósito do ônibus espacial, onde os trabalhos serão realizados.

Fonte:
AFP e MSN

Microsoft libera a versão de testes do Windows 7

Windows 7 RC
A Microsoft finalmente libera a versão do Windows 7 mais próxima do produto final. Aproveite para testar, é gratuito!

O Windows 7 está cada dia mais próximo de se tornar uma realidade marcante na história da informática. Hoje, dia 5 de maio, é a data de disponibilização do download da versão RC (Release Candidate) para o público aberto.

Em janeiro de 2009, a Microsoft lançou uma versão Beta desse sistema. Justamente por ser Beta, ela ainda exibia falhas e erros primários. Ao que tudo indica, tudo ou quase tudo de errado foi consertado e, a partir de hoje, o Windows 7 dá as caras como um sistema leve, eficiente e com quase nenhum erro do seu antecessor, o Vista.

Para fazer o Download clique no título da matéria.

Como funciona a TV via Internet

A TV via Internet pode mudar a maneira como acessamos as informações
e o entretenimento.

Durante a maior parte do século 20, as únicas maneiras de assistir à televisão eram através de transmissões aéreas e sinais via cabo . Nas transmissões aéreas, as ondas de rádio são captadas por e transformadas em imagens e sons no seu aparelho de TV. Com a TV a cabo, os fios se conectam a um codificador ou a sua própria TV. Esses fios correm de sua casa para a estação de TV a cabo mais próxima, que age como uma grande antena. Além de algumas poucas opções como TV via satélite, a transmissão e o cabo eram (e ainda são) os principais meios de captar os sinais de TV

A nova tecnologia pode mudar a maneira como recebemos as notícias e o entretenimento. O rádio desafiou os jornais no início da década de 1900, e a televisão desafiou o rádio. Agora, parece que a televisão tradicional tem sua própria concorrente, mas ela não é facilmente separada da televisão. Ela até tem televisão em seu nome: ela é o que agora estamos chamando de TV via Internet.

A TV via Internet, em termos simples, é vídeo e áudio oferecidos através de uma conexão de Internet. Ela também é conhecida como televisão de protocolo da Internet, ou IPTV. Você pode assistir a TV via Internet no monitor de um computador, na tela de uma televisão (através de um decodificador) ou de um dispositivo móvel como um telefone celular ou um iPod.

É quase o mesmo que sintonizar uma televisão por meio de uma antena ou uma série de fios de cabo: a diferença é que as informações são enviadas via Internet como dados. Ao mesmo tempo, você pode encontrar ainda mais variedade na TV via Internet do que na TV a cabo. Além de muitos dos mesmos programas que você encontra nas grandes redes, muitos sites da Web oferecem programas produzidos independentemente voltados para pessoas com interesses específicos. Se você deseja assistir a um programa sobre cozinha vegetariana, por exemplo, provavelmente pode encontrá-lo mais facilmente na Internet do que na TV regular.

Como muitos sites oferecem serviços sob demanda, você não tem de monitorar a programação. Para sites que usam webcasting ou transmissão de vídeo em tempo real, porém, a transmissão ao vivo também é uma opção.

A TV via Internet é relativamente nova. Existem diversas formas de obtê-la, e a qualidade, o conteúdo e os custos podem variar muito. Os programas podem ter materiais com alta qualidade, produzidos profissionalmente, ao passo que outros podem lembrar Wayne e Garth transmitindo "Wayne's World" de seu porão. As redes de TV tradicionais também estão aderindo à tecnologia e experimentando diferentes formatos.

Fonte:Uol